#03 Frugalidade aplicada – Reduzindo gastos com supermercado

Pensando em redução de gastos, temos que lembrar primeiro das nossas contas fixas, aquelas que precisamos somos obrigados a pagar todos os meses. Quais destes gastos podem ser reduzidos? Em outro post falei sobre a TV a cabo e, agora quero dissertar com vocês sobre as compras mensais.

Depois de aplicar frugalidade ao que parecia mais óbvio. Comecei a pensar nos gastos com alimentação, produtos de limpeza e higiene. Nosso velho conhecido, o supermercado.

A muitos anos moro na mesma região da cidade, desde quando morava com meus pais. Com isso, criei o hábito de fazer as compras de supermercado nos mesmos lugares, visando apenas comodidade. Ia sempre para o mais perto e melhor localizado. O que eu não sabia é que isso tinha um custo tão alto.

Estratégia

Pensando em formas de como descobrir a opção mais barata, mapeei os principais supermercados da região. No total são pelo menos seis. Porém existem três maiores, melhor localizados e mais cômodos para a minha rotina. Estes foram os escolhidos.

Fiz uma lista de quinze produtos que compro com mais freqüência, incluindo todas as categorias (higiene, alimentação, limpeza). No prazo de uma semana passei nos três para anotar os preços e ter uma base de comparação. Essa base é importante, pois mesmo nos supermercados mais baratos, sempre existe algum produto específico que será mais caro. O importante aqui é a diferença no final da compra. Não importa se você faz apenas uma compra mensal, ou várias semanais.

Já conseguem adivinhar o resultado? Lógico!

O susto

Eu estava a pelo menos quatro anos fazendo compras no supermercado mais caro e mais distante da minha casa. E o pior, por uma comodidade boba! Só porque ele fica no caminho do trabalho para casa. Com o tempo criei esse hábito e simplesmente me acostumei.

No total, a diferença ficou em 11% do mais caro para o mais barato. Em alguns produtos a diferença de preço chegou a 40%.

Meu gasto médio mensal em supermercado é de R$ 360,00.

Em um ano R$ 4.320,00.

Uma  economia potencial de R$ 475,00 por ano. Não é pouca coisa!

Sempre da para frugalizar um pouco mais

Essa diferença poderia ser ainda maior. Pesquisando e comprando produtos de categorias diferentes, em estabelecimentos diferentes. Frutas, verduras e carnes em alguma feira barata. Produtos de limpeza no supermercado mais em conta e produtos de higiene pessoal em alguma grande rede farmacêutica (costumam ter preço melhores).

Porém, moro sozinho, e o volume de compras é pequeno. Ainda não vejo muito sentido nisso. Seria muita burocracia para poucos produtos. Quem sabe em um futuro próximo 😉 Maas para quem vive em uma casa com duas ou mais pessoas, fazendo isso, a economia pode ser muito maior! Pense nisso!

A lição aqui é muito simples, reveja a sua rotina, reveja os seus hábitos. Desde o pãozinho do café da manhã, até as grandes compras mensais e, descubra se não esta perdendo alguma grande oportunidade frugal!

PS.: Além dessa, existem aquelas dicas que compartilhei em outro post. Se ainda não viu, vale a pena conferir!

Boas compras!

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Sissi says:

    É Zé… me identifiquei neste trajeto cômodo. Vou mudar de ares ou melhor dizendo, de mercado, para ver no fim do ano quanto terei de frugalidade adquirida! rsrs

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *