#01 Meu Ap em Chamas!

Quando pensamos em adotar um novo estilo de vida, temos a tendência de pensar no futuro e com a frugalidade não é diferente. Vou me alimentar melhor, vou economizar mais, vou repensar meus gastos, minhas compras, vou escolher melhor os meus momentos de lazer. Mas e o que já foi feito? Uma passagem para uma viagem mal programada, um carro maior e mais equipado que o necessário ou uma casa com muito mais do que precisamos?

Existe um movimento na internet chamado Burning House Project, em sua essência ele se resume a identificar o que levaria com você se sua casa estivesse em chamas. Não necessariamente em chamas, mas serve para que você identifique o que realmente é importante, o que você realmente precisa. Nessa linha de pensamento é possível fazermos uma limpa em nossas casas e em nossos hábitos de compras no Leroy para a casa.

Usando a minha própria interpretação, estou criando meu próprio projeto de desapego, que a partir de agora chamará Meu Ap em chamas! (acabei de criar essa tradução livre para o projeto hehe) e quero compartilhar com vocês algumas resoluções e reflexões.

Vai que um dia eu preciso

Para começar do começo temos que pensar em tudo que é dispensável em nossas casas, coisas que ganhamos e nunca utilizamos, ou que guardamos simplesmente com o pensamento de “vai que um dia eu preciso?”.

É bom ter tanta coisa em casa? Pode até ser. Mas ocupa espaço, da trabalho para limpar e principalmente organizar. Além de acabar gerando um “entulho” desnecessário. Eu sempre tive esse pensamento, morria de dó de jogar as coisas foras, algumas porque possuíam algum valor sentimental, outras valor monetário, mas no fim, nada que eu realmente utilizava ou precisava.

Sempre morei em pequenos apartamentos, e organização sempre foi uma preocupação com as minhas coisas. Não consigo me ver bem em um ambiente sujo ou desorganizado. Após minha última mudança, percebi que meu apartamento antigo estava extremamente bagunçado, cheio de tralhas que eu não precisava mais. Algumas foram embora antes mesmo da mudança, mas a grande maioria foi ocupando espaço na mudança comigo.

Quando comecei a desempacotar tudo, resolvi que iria fazer uma limpa, a ponto de deixar o meu apartamento mais espaçoso, limpo (de coisas) e organizado possível. Joguei várias caixas e sacos de cem litros fora. Revistas velhas, peças de coisas que eu nem tinha mais, aparelhos que não funcionavam, metros e metros de cabos, mouses e HDs antigos, itens de decoração e utensílios de cozinha que eu nunca tinha utilizado. Só isso já fez uma diferença enorme! Facilitou o processo de desembalar e guardar as coisas, e principalmente liberou muito espaço com relação ao apartamento antigo. E sinceramente? Nenhuma dessas coisas esta fazendo nenhuma falta!

Inclusive, você não precisa necessariamente jogar fora. Muitas coisas podem ser reaproveitadas ou doadas. Estas eu coloco em caixas e sacos separados do lixo comum. Outras podem  ser vendidas e gerar um $$$ extra!

Da até para fazer uma grana

 Depois que já havia desfeito das tralhas propriamente ditas, coisas que não possuíam grande utilidade ou valor financeiro embutido. Comecei a pensar no que eu não precisava, utilizava ou não queria, mas que poderiam ser vendidas a ponto de gerar um $$$ extra (que futuramente ajudará na reorganização do apartamento).

Trabalhei durante vários dias pensando em tudo que eu ainda poderia me desfazer (inclusive, isso vira quase um vicio. Cuidado para não acabar vendendo seu cachorro! Dessa a Buba se salvou hehe). Separei tudo, limpei, fotografei e anunciei nestes sites de “desapego”. Tudo isso, como disse neste outro tópico, depois de ser influenciado e convencido de que estes sites realmente funcionavam. E funcionam!

Em poucos dias tinha vendido a maioria das coisas, arrecadado um belo extra e o mais importante de tudo! Colocado “fogo” no meu apartamento. O ambiente já estava mais agradável, mais limpo.. sei lá, parece besteira, mas é bom chegar em casa e encontrar tudo no lugar!

Móveis! Muitos móveis! Muito trabalho e pouco espaço

 Este não é necessariamente um problema que enfrento, mas é algo que merece uma atenção especial. Atualmente a tendência é que as casas e apartamentos sejam cada vez menores, e não faz o menor sentido enche-las de móveis, cadeiras, sofás e itens decorativos. Você vai acabar criando um ambiente tumultuado, de difícil locomoção que vai te fazer bater o dedinho na quina a cada cinco minutos e principalmente terá gastado muito dinheiro para pouca utilidade.

Você realmente precisa de dois armários na sala? Duas mesas? Dois sofás? Cinco espelhos? Vários armários na cozinha? Vários armários em cada banheiro? Não, não precisa. E se você tem coisas suficientes para ocupar espaço em todos estes armários, esta na hora de você voltar ao item anterior e fazer uma limpa nas suas coisas. Dê uma boa avaliada no seu lar e veja se não consegue desfazer de boa parte dos móveis, liberando espaço, reduzindo o tempo de limpeza e ainda tirando um extra $$$.

Se ainda não montou sua casa ou apartamento, melhor ainda! Pense 2, 3, 4 vezes em quais móveis você vai comprar e onde ficará cada um.  Não se esqueça também de pesquisar bem os preços em lojas físicas, internet e nesses topa tudo da vida. Você vai acabar tendo novas idéias para a disposição das coisas e saberá identificar preços atrativos.

Decoração é bom, mas precisa tanto?

Eu pessoalmente não sou um grande fã de ambientes decorados. Um ou outro quadro, alguns vasos de plantas, um aquário e um espelho, para mim já é decoração de capa de revista hehe. Exageros a parte, ninguém quer morar em um ambiente feio, ou “seco” demais. Todos queremos que nossa casa tenha seu próprio charme. Mas isso não quer dizer que precisamos comprar quadros de duzentos reais, espelhos quilométricos e sofás gigantescos. Da para ser feliz e morar em um ambiente agradável com muito menos. Basta aplicar o seu próprio toque de frugalidade!

Um pouco de informação e criatividade resolvem qualquer problema. Existem diversos blogs de FVM – Faça Você Mesmo (DIY em inglês), com dicas fantásticas de decoração e organização. Algum dia escrevo especificamente sobre isso. Hoje o importante é pensar e avaliar, o que seria o seu lar frugal ideal, um lugar que te de prazer de chegar em casa, mas que ao mesmo tempo esteja livre de todas essas “tralhas” desnecessárias.

Se ficar triste, lembre-se da frugalidade

 Tem gente que realmente se importa muito com suas tranqueirinhas, seus móveis e a decoração do seu apartamento, que é um prazer conviver com isso. Mas lembre-se, nosso objetivo aqui é tornar a nossa vida mais frugal, é conseguir economizar e otimizar nossos recursos. Se você tentar e ver que o processo esta sendo muito doloroso, dê uma pausa, espere um dia que estiver mais inspirado. Não precisa ser do dia para a noite.

Aos poucos você vai se acostumar com a ideia, vai conseguir se livrar de uma coisa ali, deixar de comprar outra aqui e quando menos esperar já estará falando para os seus amigos como é bom desapegar das coisas que vamos juntando com o passar do tempo.

Não é tão radical quanto parece

A primeira vista pode parecer um pouco radical, todo este desapego, todo este replanejamento de um ambiente que já está pronto e que já estamos acostumados. Mas a longo prazo você vai conseguir identificar as vantagens de um ambiente limpo e com espaço livre. A limpeza ficará mais fácil, a organização mais simples, o ambiente mais claro e arejado e a mudança.. a mudança vai virar um inferno menor o paraíso!

Você pode gostar...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *