O que entendo sobre frugalidade

Primeiro vamos ao conceito:

Segundo Joe Dominguez e Vicki Robin, no livro Dinheiro e Vida (p. 221):

“‘Frugal’ compartilha um radical latino com frug (que significa virtude),frux (que significa fruto ou valor) e frui (que significa desfrutar ou usufruir). Agora faz sentido. Frugalidade significa desfrutar a virtude de obter um valor adequado para cada minuto da nossa energia vital e de tudo que usufruímos”.

Segundo o Wikipédia:

“A frugalidade é a qualidade de ser frugal, poupador, econômico, prudente ou econômico no uso dos recursos de consumo, como alimentos, tempo ou dinheiro, e evitando desperdício, esbanjamento ou extravagância. Na ciência comportamental, frugalidade tem sido definida como a tendência a adquirir bens e serviços de forma contida, e utilização dos próprios bens econômicos, recursos e serviços, para alcançar um objetivo de longo prazo.”

Podemos resumir frugalidade em “desfrutar o máximo de tudo que pudermos”, não no sentido de comer uma panela de brigadeiro até lamber a colher, mas extraindo o máximo de valor real em todas as esferas da nossa vida.

Na maioria dos textos que tenho visto de blogs brasileiros, a frugalidade esta ligada a alimentação e economia. Já nos Estados Unidos onde o conceito a moda é um pouco mais antigo, frugalidade virou um estilo de vida, que vai desde a educação dos filhos, aos meios de transporte, estudos e aposentadoria. É algo que vai te acompanhar o tempo todo durante toda a vida.

Na minha visão, frugalidade depende de cada um. Se não sou uma pessoa vaidosa, fica fácil deixar barba e cabelo crescerem, colocar umas roupas usadas e ser feliz, mas sabemos que o apelo para aparência hoje em dia é muito grande.

Vamos supor que você seja uma pessoa extremamente vaidosa, homem ou mulher, todos temos nossas vaidades, certo? Cuidar do cabelo, da unha, da barba, da roupa, da maquiagem, da pele, do umbigo, da testa.. e vamos supor que você optou por tentar adotar este estilo de vida.

Isto não será uma mudança radical do dia para a noite, será um esforço diário e constante para decidir o que pode ser mais econômico, ser esperto ao decidir o que vai comprar, saber porque você esta gastando, porque esta poupando, o que pode ser mais saudável e principalmente, o que pode ser alterado sem afetar sua qualidade de vida e a sua felicidade. Mesmo estes conceitos sendo extremamente relativos. As vezes nossa verdadeira felicidade está mascarada por convicções da sociedade.

Cabe a cada um encontrar o seu método de “frugalização”!

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Lucas says:

    Mto legal! Sei que não deve ser fácil atingir a frugalidade, mas definitivamente será uma necessidade, visando a atual situação do país e, principalmente, o futuro incerto que nos aguarda..

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *